12 de abr de 2011

Pele saudável, SEMPRE.

Como não sofrer as conseqüências do passar dos anos? E uma pergunta que toda mulher faz a si mesma! A idade traz algumas mudanças no organismo e carências hormonais que acabam modificando pele, cabelo, temperamento e outras coisinhas mais. Assim como o corpo possui características específicas em cada fase da vida, a pele também apresenta aspectos típicos em cada faixa etária, o que requer cuidados essenciais.
Para a médica dermatologista Ana Cristina Fasanella, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e diretora da Clínica de Dermatologia Fasanella, “o descaso com a pele é um dos pecados que as mulheres, em geral, ainda cometem. Depois, o esforço para recuperar a integridade da pele e retardar o envelhecimento será redobrado”.
Para evitar o “correr atrás do prejuízo” e amenizar o temido sofrimento com o passar dos anos, confira as dicas da profissional de acordo com a sua faixa etária:

Aos 20 anos: É uma pele de mista a oleosa, com tendência a acne e de aparência firme. A partir dos 25 anos, entretanto, a pele começa a perder, em média, 1% da produção de colágeno, que faz a sustentação da derme. Se houver intensa exposição solar, esse processo será acelerado”. Necessidade: limpeza intensa, no mínimo duas vezes ao dia, com produtos que regulem a oleosidade e uso de protetor solar.
 Aos 30 anos: A herança genética e hábitos de vida saudável – como boa alimentação, pouca exposição solar, não fumar e fazer atividade física – podem refletir numa pele semelhante a que se tinha aos 20 anos. Mas, como a maioria não é tão afortunada, é nessa idade que surgem as primeiras rugas finas ao redor dos olhos, na testa e no sulco que divide as bochechas dos lábios. As manchas acastanhadas em forma de sardas ou maiores, principalmente no rosto, podem começar para as mulheres com tendência, principalmente após a gestação. Necessidade: limpeza, proteção solar, hidratação com renovação celular suave e atenção especial à área dos olhos.



Aos 40 e 50 anos: Basicamente, verifica-se uma diminuição do número de fibroblastos, responsáveis pela produção das fibras colágenas e elásticas e, consequentemente, a pele vai perdendo sua elasticidade, espessura e resistência. Essa e outras mudanças refletem clinicamente em ressecamento, opacidade, rugas, flacidez, perda de firmeza e rosado natural, maior sensibilidade a escoriações, efeitos da radiação UV solar, e menor poder de cicatrização e eliminação de manchas. O processo de perda do colágeno continua acelerado dessa idade em diante. Necessidades: a pele precisa de limpeza, proteção solar, hidratação com renovação celular intensa e atenção especial à área dos olhos, contorno facial e pescoço.
Independente da sua idade, cuide bem da sua pele.


Beijokas
Carolla

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário.